quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Jaak Bosmans


A multiplicidade de caminhos e trajetórias na vida de Jaak Bosmans, torna-o dono de um raciocínio complexo, vendo a mesma coisa por diversos ângulos, inclusive , desenvolve, por estilo próprio, o gosto por querer escrever sobre aspectos inusitados ou impensados de determinados temas.

O poeta mostra sempre apurado espírito crítico e senso de humor, gostando de usar ironia fina, um dos traços de seu caráter.

Cresceu numa casa onde a Música (seu pai era maestro) e a Arte (sua mãe foi Diretora do teatro Francisco Nunes) eram lugar comum , preenchendo seu universo pessoal.As influências, portanto, forma precoces e sobejas.

Neste ano de 2010, aconteceu em diversos setores , firmou seu caminho poético, recebeu diversos títulos , menções e prêmios, ampliou-se em seu próprio âmbito e no coletivo.

Leia sua entrevista e entenderá.








Colunista Raimundo Nonato, recepciona Jaak Bosmans, na Noite das Personalidades (maio/2010) , em Taubaté-SP, quando o agraciou com o título de Destaque 2009




Jaak Bosmans e Conde Thiago Menezes, representa-me na Noite das personalidaes-Taubaté.





Jaak Bosmans e o Conde Thiago Menezes.Ceromônia de entrega do Título "Personalidade do Ano"-Destaque.







Jaak e Arias Manzo, Presidente fundador de Poetas del Mundo.





Jaak Bosmans, com a artista plástica Iza Perez


A-Ficha (minibiografia):

Nome, naturalidade, estado civil, local de residência, formação, profissão, afiliações, títulos e prêmio.

Jaak Bosmans

Arthur Jaak Wilfrid Bosmans

Nascido em Belo Horizonte em 29 de novembro de 1950

Filho de Arthur Louis Joseph Jean Bosmans e Walkyria Bosmans

Viúvo com dois filhos (um casal)

Morando atualmente em Belo Horizonte

-Formação em música, (pianista e guitarrista) aprovado pela OMB em 3/11/1967

-Belas-artes –Aluno ouvinte (sem idade para cursar) na GUIGNARD

- Engenharia de Operação Mecânica na UFMG

- Cinema- pelo curso para estrangeiros da Agfa Gevaert –Bélgica

-Publicidade e Propaganda- Reconhecido pela Legislação 57690 de 01/02/1978

-Roteirista e Diretor Cinematográfico- pela Legislação 82385 de 05/10/1978

-Fotografia- autodidata


"Em todas as atividades deixou uma marca inconfundível de sua linha sempre, imaginativa, criadora, e sempre surpreendente, o que lhe conferiu vários prêmios e títulos".

-Embaixador da Paz pelo “Cercle Universel des Ambassadeurs de La Paix ”-Suiça/França. –

-Medalha de Mérito Cultural “Anita Garibaldi” da FALASP

- Medalha Centenário Dr. Mário Penna , pelos serviços prestados ao Hospital do Câncer

-Presidente da Academia de Artes, Letras e Cultura “Maestro Arthur Bosmans”

-Vice Presidente da Universidade Planetária do Futuro

-Coordenador do Núcleo ARTFORUM Brasil XXI – B.Hte.

-Membro da CAPPAZ ”Confraria Artistas e Poetas pela Paz”

-Membro da AVSPE “Academia Virtual Sala dos Escritores e Poetas”

-Humanista Honoris Causa, do “Clube Brasileiro da Língua Portuguesa”, em razão da excelência de sua obra a favor dos Direitos Humanos.

-Cônsul Poetas Del Mundo-Ambientalista e humanista com reconhecimento Nacional e Internacional com diversas participações em campanhas pela Paz e Meio Ambiente.

Criador do movimento lítero-visual “POEMAGEM-







B-Entrevista



Jaak, obrigada por responder, sabendo-o sempre ocupado , o agradecimento é duplo.

.

1-Fale um pouco de suas relações com a Internet.O advento da Internet trouxe alguma modificação à sua vida?

No início, como toda e qualquer novidade, eu tentava entender o mais possível, e como bom brasileiro sem ler “manual de instrução! Fui na experimentação mesmo. Perdi muita coisa e demorei um pouco mais para me acostumar e principalmente, saber tirar o máximo proveito desta nova mídia. Na época em que mais me debrucei sobre a Internet, foi quando professor da Universidade, e alí senti que não há como aprender e muito menos ensinar sem um mínimo de conhecimento e habilidade para utilizar os recursos que a internet nos oferece.



2-Do que v. gosta mais, o inter relacionamento, ou as possibilidades tecnológicas?

Uma coisa depende da outra. A questão está mesmo na “educação”.



3-Em que seu trabalho pessoal foi beneficiado?

O maior benefício foi a facilidade de divulgação, sem dúvida. E a interatividade com quem tem acesso ao nosso trabalho, para mim é o mais importante. Antes vc escrevia um livro e raramente seu leitor te enviava algum comentário. Hoje, com as possibilidades que temos na internet, nossos leitores conversam e podem comentar quase que imediatamente após a apresentação de sua obra. Isto pode servir até mesmo como um excelente laboratório, antes de lançar alguma obra em definitivo.



Gosta de redes e comunidades ?Se sim,por que?

Gosto. São lugares onde encontramos dentro de diversos temas que nos interessam, pessoas que nos acrescentam com outras visões sobre o mesmo assunto e até mesmo desmistificam muito do que acreditamos durante anos ser uma verdade.



Acredita em amizades virtuais?

Claro! Tenho amigos virtuais desde que comecei com orkuts, redes, comunidades, e pessoas maravilhosas. Algumas usam máscaras (avatares), que acho ótimo. São verdadeiros, enquanto muitos dos chamados amigos presenciais usam máscaras piores, que são as máscaras sociais.



E amores?

Tive! rsrrsrsr



Quais os aspectos negativos da Internet, para você?

Claro que somos bombardeados por milhões de informações, e entre elas existe um grande número de falsas informações, manipulações religiosas, políticas, e até mesmo alguns incentivos à maldade à brutalidade, ao desonesto. E principalmente da banalidade da sexualidade, e do uso de drogas.





2-Jaak, você vem , há algum tempo, desenvolvendo uma técnica poética denominada "Poemagem".

Quando criou a primeira?

Criar no sentido de realizar, foi em novembro de 2001, mas a conceituação e só em 2002, depois de bem definido os requisitos para se enquadrar no que deveria ser a “poemagem”



Desde quando?

A partir de 2005 a “poemagem” começa a despontar e ser (como qualquer nova proposta), a receber algumas resistências por parte daqueles que já haviam acostumado com uma linha mais “costumeira” ou menos surpreendente talvez.



Qual o diferencial de seu trabalho, para simples "ilustrações "?

A ilustração é a inserção de uma releitura de um conto ou de um poema, onde o artista não se compromete com a exatidão (e nem deve) com a idéia do poeta ou escritor, mas dá sua interpretação ou a um personagem , um lugar, uma situação descrita pelo autor. A “poemagem” não, os elementos devem se fundir, num só “retrato”: imagem e texto se complementam.

Daí a importância de vários conhecimentos e recursos tanto criativo como técnicos.

Uma poemagem pode ter como ponto de partida uma imagem, ou um texto.È preciso ter uma boa formação em direção de arte, para uma boa integração dos meios, sem que um sobreponha o outro, e ter um conhecimento e habilidade para a utilização de programas e suas ferramentas como Web designer. É importante entender que a proposta da poemagem é, e deve ser um trabalho conjunto, como uma música, onde existe o músico, o letrista, o arranjador, o intérprete, e onde a possibilidade de integrar as diversas manifestação poéticas em harmonia é o grande desafio.





3-Neste ano de 2010, você recebeu algumas homenagens, gostaria de nos contar sobre elas?

A primeira delas (final de 2009) foi na Casa das Rosas, onde a ArtForum, através da sua presidente Ana Felix Garjan, me conferiu o diploma da Academia Arthur Bosmans, Academia esta, criada pela ArtForum em homenagem aos cem anos de meu pai, e da qual recebi também a Função de Presidente.

Logo depois convidado pela própria Ana Garjan assumi a vice- presidência da Universidade Planetária do Futuro, pelo meu trabalho pela Paz e Ecologia.

No Encontro dos Poetas Del Mundo em BH, recebi também o título de Cônsul Poetas Del Mundo- Bairro Serra BH, da Presidente Delasnieve Daspet e do Fundador Arias Manzo.

Do Clube Brasileiro da Língua Portuguesa, recebi, indicado por Silvia de Araújo Motta o Título de “Humanista Honoris Causa, pelo Clube Brasileiro da Língua Portuguesa, em razão da excelência de sua obra a favor dos Direitos Humanos”

Não muito depois recebi, indicado por você, o Título de Embaixador da Paz, pelo Cercle Universel des Ambassadeurs de La Paix – Genebra/Suiça.

Logo em seguida recebi, o Destaque 2010 pelo trabalho das Poemagens numa grande festa em Taubaté organizada pelo Conhecido Colunista Raimundo Nonato, representante da FALASP em Taubaté, onde tive a honra de conhecer o Conde Thiago de Menezes, Presidente da FALASP,e que em Agosto, num Evento na Casa da Fazenda do Morumbi, me concedeu a Medalha de Mérito Cultural “Anita Garibaldi” por indicação da artista Plástica e Comendadora Adaljiza Cuan.


4-Sabemos que você frequentemente se apresenta como representante do Poetas del Mundo. Como se sente dentro da entidade, na qualidade de brasileiro, de pessoa, de poeta?

Existiram algumas mudanças desde que integrei o movimento, e não poderia no momento, precisar o sentimento que tenho hoje com a “associação”, o que me deixa muito à vontade, para dizer as “impressões” que tenho. Minas precisa se apresentar e se erguer com mais presença, seja política ou poeticamente, dentro da “Associação”. Para isto é necessário que os diversos grupos de poesia pela paz, (que são muitos aqui em Minas), se unam em torno da Associação, onde Poetas Del Mundo, passe a representar a UNIÃO de todos estes grupos, e não uma disputa.


Há algo mais que poderia acontecer? Que sugestões lhe ocorrem para os Poetas del Mundo , no Brasil?

Não entendo muito bem os critérios adotados na escolha de algumas atuais funções depois de ter se tornado uma Associação, mas pelo pouco que conheço, algumas escolhas têm sido fator de uma certa descrença por parte (e com razão) de alguns membros.Conhecendo o movimento e alguns de seus Eventos em outros países, principalmente no Chile, onde tenho Alfred Asís como referência de trabalho pelo “Poetas Del Mundo”, é preciso reavaliar o resultado das funções que estão sendo ocupadas atualmente, muitas vezes por gente que tem boas intenções, mas não têm a ação necessária. Outras que não agregam, até por questões políticas, “carismáticas”, e até mesmo pessoais, fazendo com que alguns membros até se afastem ou não participem como poderiam. Sei que é impossível agradar “gregos e troianos”, mas a escolha dos cargos e funções deve ter um critério para que se possa ter no mínimo uma convivência PRODUTIVA, com a participação tanto de gregos como de troianos.

Para isto acredito que deveria se criar um grupo de “consultores” e um Conselho para analisar não só o potencial individual do possível indicado, mas o perfil do mesmo na qualidade de agente agregador.



5-Com mais de cinco décadas de existência, qual foi a maior lição de vida?

A maior delas na verdade é a soma de todas elas. Acredito que poucas pessoas tiveram a oportunidade e o privilégio de vivenciar tantas como eu.



6-Você é o presidente da Academia Arthur Bosmans, que faz parte da UNIFUTURO, (Universidade Planetária do Futuro, presidida pela poeta e artista plástica Ana Felix Garjan, que pensa alto e projeta suas idéias à frente de nosso tempo) , fruto do grupo antes apenas familiar ArtForum, que abriu esse importante espaço para você. Como surgiu a idéia de homenagear seu pai e quais as suas relações com ele, enquanto vivo? Ele marcou sua vida? Como?

A idéia de homenagear meu pai, pela contribuição dele com músico, compositor, no seu Centenário, foi uma iniciativa minha. Contei com a ajuda de seus ex-alunos de composição e regência, Oiliam Lanna,Cláudia Cimbleris, que contribuíram com algumas idéias, participaram de algumas reuniões para a realização de um projeto inicial. Uma vez definido de que constaria esta homenagem, trabalhei então na apresentação do projeto, com toda a estrutura necessária, para que fosse um evento que marcasse bem a história e a obra que ele deixou, e que poucas pessoas conhecem ainda. Contei então com todo o apoio de um de seus grandes admiradores e assessor da Secretaria de Estado da Cultura, Nestor Sant’Anna, que reunindo com o então Secretário de Estado da Cultura, Paulo Brant, que não só aprovou, mas viabilizou com muito entusiasmo e sensibilidade, todo o projeto apresentado. Aconteceram então, vários pequenos concertos, entrevistas, na Rádio Inconfidência, uma grande cobertura da TV Minas, culminando num Concerto Sinfônico no Palácio das Artes, para onde foi transportado todo material, e montado uma retrospectiva da vida dele, com uma exposição logo no foyer do teatro, com objetos pessoais, fotos, retratos feitos por grandes artistas amigos.

Suas obras foram regidas pelo seu ex-aluno Oiliam Lanna, e durante todo o mês, outros eventos em sua homenagem aconteceram em várias escolas de música, com debates, apresentações de outras obras não sinfônicas. Era o mínimo que eu poderia fazer por ele.

Um homem que muito mais que um pai foi meu melhor e mais fiel amigo.E não fosse toda a sua confiança em meus projetos, seu incentivo sempre em tudo que eu me interessava desde cedo, principalmente na área das artes, eu não teria tido as oportunidades nem os conhecimentos que ele sempre me passou. A maior marca que ele deixou na minha vida foi a marca da simplicidade, e da sabedoria, aliada a um bom gosto e a uma grande ironia, num constante movimento criativo, e sempre surpreendente.



7-Quais os projetos para a Academia Arthur Bosmans?

O projeto agora é formalizar a Academia já com a indicação dos nomes que irão tomar posse como membros que ocuparão as primeiras 21 cadeiras da Academia. Logo em seguida, estaremos trabalhando par tornar a Academia, atualmente virtual, numa Academia presencial.



8-Você foi um dos poetas indicados por mim para Embaixador Universal da Paz, porque a temática da PAZ é muito forte em seus texto, seja o pacifismo em si mesmo, seja em temas universais, qual a ecologia , a bioética, e, no Brasil, além de outros, a Amazonia.Fale-nos um pouco dessa paixão e por que diz , em uma das poemagens, que a paz é azul?

Acredito que esta paixão é uma paixão natural que todo ser humano de bom senso deveria ter. Mas o que estamos vendo é que o homem, mesmo com todos os alertas, mesmo com tantas tragédias, conseqüências de sua ganância, não tem dado a devida importância e estas questões.Estamos nos destruindo! Será que não percebem? Em 1979 quando Presidente do Clube de Criação de Minas, a pedido da AMDA, Associação Mineira de Defesa da Amazônia, criamos uma campanha em Defesa da Amazônia, com destaque n Revista Visão de 17 de março de 1980, que foi a primeira campanha de impacto nacional, com grandes resultados ao impedir a aprovação de alguns projetos (já em andamento para aprovação), que estariam provocando grande impacto nocivo à preservação da nossa Amazônia. Quando em uma das poemagens eu digo “Abaixe a bandeira branca e comece a lutar pela paz”, é para alertar que tem discurso demais, tem ONGs demais, falta ação. Falta a visão de que estamos destruindo nossa casa! Podemos sim ter um desenvolvimento sustentável. Não é preciso parar no tempo. Mas precisamos de uma representatividade ativa, honesta, com o interesse “comum”. Isto exige num primeiro momento uma ação de impacto, ou continuaremos a nossa triste jornada de Don Quixotes contra os moinhos. Quando criei a poemagem “A verdadeira cor da Paz”, no caso o azul, tem vários sentidos, um deles a paz, que nos é apresentada como prêmio,“ veja só”, se formos para o céu segundo os(o) que nos é pregado por algumas religiões. Mas não há nada mais extenso, dentro da nossa visão restrita de infinito que o azul do céu e dos mares, que deveria ser a extensão do alcance da paz. A Terra é azul. E me lembrei do astronauta Russo Yuri Gagarin que em 1961 quando deu a volta completa ao redor da terra, sentido a mais forte sensação de Paz disse a famosa frase “A Terra é azul” Ali estava poemagem.



9-Defina Jaak Bosmans:quem é você, o que ama, o que detesta, o que faz.

Gosto de aventuras, e de me arriscar, em tudo que faço. Sou bastante solitário, uma vez que nunca me acostumei com qualquer ritual rotineiro e tribal. Gosto de estar com amigos, de estar só, de estar sempre superando expectativas e sempre surpreendendo,

Amo pessoas, animais, natureza, desafios, e bons passeios. Detesto apenas uma coisa: pimentão. Faço sempre tudo que aprendi, e posso dizer que aprendi muita coisa, desde carpintaria, mecânica, eletricidade, cinema, música, desenho, esportes, até escrever. rsrrsrsr

Hoje estou mais dedicado às poemagens, com participação em muitos movimentos pela paz e pela consciência ecológica, por um desenvolvimento sustentável.

A característica mais acentuada que considero ser a maior de todas do Jaak é a observação constante de “detalhes”, o que me dá sempre novas e diferentes visões do todo.



10-Sua mãe, a Sra.WalkyriaBosmans , foi Diretora do Teatro Francisco Nunes, seu pai, Arthur Bosmans, conviveu com muitos músicos e intelectuais.Esses exemplos, de alguma forma, influenciaram seu modo de ser, seu modus vivendi?

Sem dúvida. Através do acesso ao teatro, através de minha mãe, tive contato com grandes nomes da música, do teatro, não só como simples espectador, mas já naquele tempo exercendo a função de divulgador de grandes espetáculos, como foi “Morte e vida Severina” com Paulo Autran, fazendo uma grande divulgação nas escolas com debates com o próprio Paulo Autran, depois com Hair na montagem de Altair Lima, com artistas como Sônia Braga, Bibi Voguel,Aracy Balabanian, o saudoso Armando Bogus, sempre buscando não só assistir os espetáculos, mas sempre que possível divulgá-los.

Sempre era convidado a sair com alguns deles após o espetáculo para jantar ou mesmo uma conversa mais descontraída, que sempre m enriqueceu muito. Imagina que além de ter assistido “O Avarento de Molière” com Procópio Ferreira, eu sempre saía com ele após o espetáculo para conversarmos. Assim foi com Paulo Goulart após a peça “Em Família” do Vianinha, Eva Todor, Caetano Veloso e Gil ( logo que voltaram do exílio), Novos Bahianos, Quinteto Violado, o grande mestre Baden Power, Maria Bethânia, Gal Costa, Chico Buarque, e ainda alguns grandes humoristas, como Zé Vasconcelos, Chico Anísio, Colé e tantos outros artistas que com suas experiências na vida fora dos palcos me mostraram a grande luta e a grande coragem que se exige para alcançar nossos objetivos, principalmente nas artes.

Era comum também, após os espetáculos, o elenco todo vir para minha casa (de meus pais) e ficar até o dia nascer, cantando, conversando e alguns até dormiam no chão mesmo rsrrrsr A função de minha mãe no Teatro Francisco Nunes, assim como o jeito com que ela era admirada por todos que ali passaram foi da maior importância para que eu tivesse mais essa grande oportunidade na minha formação.

Com todos estes diversos exemplos de vida, em seu glamour, e fama, aprendi muito cedo que até uma luz se acender sobre você, é preciso muito conhecer, muito trabalho, muita luta e algumas duras desilusões.

*OBS. Guardo como lembrança, meu velho violão com a assinatura de alguns destes grandes músicos, que um dia dedilharam nele alguns acordes.



11-Deixe um recado para quem o lê.

Claro que o melhor de tudo é ser prestigiado por tantos leitores.

Recebo assim não só o carinho e a atenção sobre o meu trabalho, mas muitos comentários que me servem sempre como referência do que tem sido mais representativo., para cada um.

Aos que ainda não tiveram contato com nenhum de meus trabalhos, estou no Recanto das Letras, Colméia Literária,no Google (Web e Imagem), algumas comunidades do Orkur e Redes Nings.

Para acessar qualquer um deles procurar sempre “Jaak Bosmans”. Ou seja, Eu! Rsrsr

Beijos e abraços.


><**><

Alguns Títulos do poeta :

Jaak Bosmans

-Embaixador da Paz pelo “Cercle Universel des Ambassadeurs de La Paix”-Suiça/França.

-Medalhade Mérito Cultural “Anita Garibaldi” da FALASP

-Presidenteda Academia de Artes, Letras e Cultura “Maestro Arthur Bosmans”

http://academiadeartes-maestroarthurbosmans.blogspot.com

-VicePresidente da Universidade Planetária do Futuro

-Curador de Arte e Poesia da U. P. F.
*U. P. F. - Presidente: Ana Felix Garjan
*GRUPOS ARTFORUM BRASIL UNIFUTURO
http://projetoartforumuniversidade.blogspot.com
http://revistaartforumcultural.blogspot.com
-Coordenador do Núcleo ARTFORUM Brasil XXI – B.Hte.

-CônsulPoetas Del Mundo

http://www.poetasdelmundo.com/verinfo_america.asp?id=5366

-HumanistaHonoris Causa, do “Clube Brasileiro da Língua Portuguesa”,

emrazão da excelência de sua obra a favor dos Direitos Humanos.

http://clubedalinguaport.ning.com/profile/ArthurJaakWilfridBosmans

-Membroda AVSPE “Academia Virtual Sala dos Escritores e Poetas”

http://www.avspe.eti.br/biografia2010/JaakBosmans.htm-Membroda CAPPAZ ”Confraria Artistas e Poetas pela Paz”
















Clevane Pessoa
Diretora de Comunicação e Projetos Especiais da Universidade Planetária do Futuro
Vice Diretora do IMEL
Diretora regional do inBrasci em Belo Horioznte, MG
Representante do Movimento Cultural aBrace.











Jaak Bosmans

-Embaixadorda Paz pelo “Cercle Universel des Ambassadeurs de La Paix”-Suiça/França.

-Medalhade Mérito Cultural “Anita Garibaldi” da FALASP

-Presidenteda Academia de Artes, Letras e Cultura “Maestro Arthur Bosmans”

http://academiadeartes-maestroarthurbosmans.blogspot.com

-VicePresidente da Universidade Planetária do Futuro

-Curadorde Arte e Poesia da U. P. F.
*U. P. F. - Presidente: Ana Felix Garjan
*GRUPOS ARTFORUM BRASIL UNIFUTURO
http://projetoartforumuniversidade.blogspot.com
http://revistaartforumcultural.blogspot.com
-Coordenador do Núcleo ARTFORUM Brasil XXI – B.Hte.

-CônsulPoetas Del Mundo

http://www.poetasdelmundo.com/verinfo_america.asp?id=5366

-HumanistaHonoris Causa, do “Clube Brasileiro da Língua Portuguesa”,

emrazão da excelência de sua obra a favor dos Direitos Humanos.

http://clubedalinguaport.ning.com/profile/ArthurJaakWilfridBosmans

-Membroda AVSPE “Academia Virtual Sala dos Escritores e Poetas”

http://www.avspe.eti.br/biografia2010/JaakBosmans.htm-Membroda CAPPAZ ”Confraria Artistas e Poetas pela Paz”

6 comentários:

Comendadora Adaljiza disse...

Meus parabens pela bela entrevista amigo, Jask e a Clevane meu abraços e agradecimento por tanta dedicaçao a artista vc e maravailhosa

Assis Editora disse...

O Jaak é um dos poucos personagens ainda existentes na raça humana que é capaz de se emocionar com a poesia, de se encantar com a arte, de amar homem e avatar sem distinção, simplesmente por considerá-los pessoas. O Jaak é o poeta que por meio da palavra cria uma imagem e por meio da imagem gera a palavra. Assim, este homem artista, que ontem era um "moleque arteiro", segue seu rumo conquistando amigos.

Márcia Poesia de Sá disse...

Sou uma admiradora profunda deste senhor, que tem nas mãos asas...
Adoro sua poesia, seu bom gosto e profunda delicadeza sempre. Parabéns.

excentricblue disse...

Parabéns à entrevistadora Clevane Pessoa e ao entrevistado Jaak Bosmans, por nos permitir conhecer mais sobre a rica hitória e trajetória de Jaak Bosmans do qual compartilho muito honradamente o projeto Aspectos Urbanos onde tenho o seu poema intitulado "Poema Rural" ilustrado por mim, bem como também tenho três poemas da entrevistadora Clevane Pessoa, ilustrados por mim e que podem ser conferidos no blog iaraabreu.blogspot.com.São dois grandes poetas com os quais compartilho amizade e admiração pelo trabalho de cada um.

Abs iara abreu

ARTEON disse...

Parabéns Jaak Bosmans Parabéns à entrevistadora Clevane pelos trabalhos ambos compartilham talento e poesia. Um grande abraço. ARTEON

Fanzine Episódio Cultural disse...

COMO PARTICIPAR NAS EDIÇÕES DO EPISÓDIO CULTURAL?
O Fanzine Episódio Cultural é uma publicação bimestral sem fins lucrativos, distribuído na região sul de Minas Gerais, São Paulo (capital), Belo Horizonte e Salvador-BA. Para participar basta mandar um artigo: poema, um conto, matérias (esporte, arte, sociedade, curiosidades, artesanato, artes plásticas, artes cênicas, biografias, etc.) em Times Roman 12. Pode mandar também artigos que abordem: cinema, teatro, esporte, moda, saúde, comportamento, curiosidades, folclore, turismo, biografias, sinopses de livros, dicasde sites, institutos culturais, entre outros.
Mande em anexo uma foto pessoal para que seja publicada juntamente com a sua matéria.. Mande também (se desejar) uma imagem correspondente ao assunto abordado. Caso o artigo não seja de sua autoria, favor informar a fonte.
PARA ENTRAR COM CARLOS (Editor)